Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Upside Down

Um blogue de uma futura (e esperançosa) jornalista, que vê na escrita um refúgio para os bens e para os males da vida.

Upside Down

Um blogue de uma futura (e esperançosa) jornalista, que vê na escrita um refúgio para os bens e para os males da vida.

30 day challenge: Welcome to my life #Day 01

Day 01 - Your current relationship. If single, discuss how single life is.

Neste momento, após uma relação de 2 anos que chegou ao fim, estou solteira e - finalmente - feliz. "Finalmente" porque acho que estou a aprender a sentir-me feliz sozinha, sem precisar de ter alguém ao meu lado para conseguir aproveitar as coisas boas da vida. Às vezes precisamos de levar um "abanão" para percebermos que o amor da nossa vida somos nós e a nossa felicidade não pode depender inteiramente de alguém além de nós mesmos. Os outros têm de ser uma adição à nossa felicidade e não o centro da mesma. Hoje, após alguns meses de algum sofrimento e de muita luta interna, percebo claramente que sou feliz sozinha e que, um dia, quando voltar a encontrar alguém não vou depositar nessa pessoa a responsabilidade de me fazer feliz, mas sim ver nela uma parte da minha felicidade, uma adição à felicidade que eu já tenho de sentir estando solteira.

Não é tão fácil como estou aqui a escrever, mas a verdade é que vale a pena. É uma luta que temos de travar sozinhos, subindo um degrau de cada vez, ultrapassando obstáculo por obstáculo, com muita calma e paciência, com muitas lágrimas à mistura e até com vontade de desistir pelo caminho. No entanto, é uma luta que vale a pena, porque quando conseguimos sentir felicidade pela primeira vez após a perda da pessoa de quem tanto gostavamos, percebemos que somos fortes ao ponto de ultrapassar qualquer coisa - e eu percebi isso. Mas, sobretudo, percebi que sou capaz de me fazer feliz se assim o quiser. Não será isso o mais importante?

10 days Glee challenge - Day 01

Day 01 - Your favorite female character

A minha personagem feminina preferida de Glee é, sem dúvida, a Rachel. Não tem nada a ver com o facto de ela ser a protagonista da série, mas sim com o facto de eu me identificar muito com ela em vários aspetos. Tal como ela é determinada e ambiciosa - às vezes até demais - eu também o sou. Além disso, de todas as personagens femininas da série, ela foi aquela que se manteve mais fiel a si mesma ao longo de todas as temporadas e que conseguiu alcançar os seus objetivos, com muita luta e muitas pessoas a tentar derrubá-la pelo caminho.